PMA autua fazendeiro em R$ 8 mil por desmatamento de 8 hectares do cerrado

Na cabeceira do rio Apa
| 03/04/2017
- 04:50
PMA autua fazendeiro em R$ 8 mil por desmatamento de 8 hectares do cerrado

Na cabeceira do rio Apa

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um fazendeiro em R$ 8 mil por desmatamento de 8 hectares de cerrado nativa de cerrado. Durante fiscalização nas propriedades rurais do município de Ponta Porã, policiais militares ambientais de Dourados autuaram ontem (1) no final da tarde, um fazendeiro por desmatamento ilegal. 

A PMA localizou a infração em uma fazenda, localizada na região conhecida como cabeceira do rio Apa.
O proprietário rural desmatou 8,2 hectares de vegetação nativa para atividade de agricultura na propriedade. Já havia plantio de milho em estágio inicial no local e as árvores derrubadas estavam em leiras. Ele apresentou aos policiais, licença ambiental (Autorização Ambiental Eletrônica) para a limpeza de pastagem.

A licença de limpeza só permite a derrubada de arbustos, com diâmetro abaixo de 32 centímetros na altura do peito (Circunferência a altura do Peito – CAP, que é considerada a 1,30 metros de altura da vegetação), com uso de roçadeiras ou foices. Essas licenças são retiradas online no site do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (IMASUL), em razão de serem atividades de baixo impacto, porém, alguns proprietários aproveitam para realizar desmatamentos e tentam justificar com essas autorizações.

As atividades foram paralisadas. O proprietário da fazenda, de 51 anos, residente no local, foi autuado administrativamente e multado em R$ 8 mil pelo desmatamento ilegal na fazenda. O pecuarista também responderá por crime ambiental e, se condenado, poderá pegar pena de três a seis meses de detenção.

 

 

Veja também

Garupa que estava na motocicleta está em coma na Santa Casa

Últimas notícias