Polícia

Operação prende quadrilha acusada de roubo de R$ 100 mil a joalheria em MS

Operação da Polícia Civil ocorre em Itaporã

Joaquim Padilha Publicado em 21/01/2017, às 16h18

None
policiacivilitapora.jpg

Operação da Polícia Civil ocorre em Itaporã

Dez pessoas foram presas na manhã deste sábado (21) em uma operação realizada pela Polícia Civil de Itaporã, município localizado a 237 quilômetros de distância de Campo Grande. A quadrilha é acusada de cometer uma série de crimes na região.

Um dos mais recentes, ocorrido em dezembro de 2016, foi o assalto a uma joalheria, de onde o grupo levou R$ 100 mil. Uma das integrantes do grupo, Cristiane da Silva Ortiz, é ex-funcionária da joalheria e teria facilitado o roubo.

A quadrilha também é acusada de ter roubado veículos de um casal de empresários e rende um segurança na construção de uma cooperativa agroindustrial, tudo em 2016.

O crime de assalto ao casal de empresários também contou com uma ajudante: Patrícia Conceição Ventura é parente das vítimas e foi presa acusada de passar informações para o grupo. Em sua casa, os policiais encontraram maconha e pasta base, o que resultou numa autuação por tráfico de drogas.

Pela participação nos dois crimes também foram presos Diogo Soares Gonçalves, Willian Davi Mancolo Vasques, Vinícius Willian da Silva Deotenciano, Agner da Silva Nonato, Juan Reges Teixeira Silva, Claudinei Rodrigues da Silva, Valdeci Sampati Nazareti.

A Polícia Civil ainda informa que um menor de 17 anos que participou do roubo ao casal de empresários foi apreendido em Dourados. O menor teria envolvimento com o tráfico de drogas.

Ainda está foragido Ezequiel da Silva Ortiz, parente de Cristiane, que participou do roubo da joalheria.

As informações são do portal Dourados News. A operação teve também apoio da Polícia Civil de Dourados e da Polícia Militar de Itaporã.

(sob supervisão de Ludyney Moura)

Jornal Midiamax