Polícia

Mestre de obras procura a polícia após duas ex-mulheres ‘se juntarem contra ele’

Caso foi registrado como perturbação do trabalho

Wendy Tonhati Publicado em 19/08/2017, às 18h03

None

Caso foi registrado como perturbação do trabalho

Um mestre de obras de 52 anos procurou a Polícia Civil após suas duas ex-companheiras “se juntarem” contra ele. Na última sexta-feira (18), segundo registrado em boletim de ocorrência, as duas foram até a obra onde trabalha e causaram confusão.

O mestre obras relatou aos policiais que não estava no local, pois havia saído com o patrão para comparar materiais de construção, quando recebeu a ligação de um dos funcionários contando que as duas mulheres estavam na obra.

A vítima acionou a Polícia Militar, mas nem voltou à obra, com medo de ser agredido. Ele contou que foi casado com umas das mulheres por 31 anos. Segundo ele, após o fim do relacionamento, conheceu a outra mulher – com quem viveu por sete anos.

Ainda conforme o mestre de obras, as duas “ficaram sabendo que ele teria um relacionamento com ambas e, imaginando terem sido enganadas, se juntaram para fazer um inferno da vida dele”. Ele ainda prosseguiu o relato policial contando que as duas “disseram que vão colocá-lo na cadeia e que não irão descansar enquanto não verem ele no chão e sem nada”.

Mestre de obras procura a polícia após duas ex-mulheres ‘se juntarem contra ele’

O caso foi registrado como perturbação do trabalho ou do sossego alheios na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga. 

Jornal Midiamax