Líder do PCC, ‘Tio Arantes’ é preso por explosão de caixa eletrônico de banco

Caixas foram arrombados no dia 11 deste mês
| 27/10/2017
- 17:53
Líder do PCC, ‘Tio Arantes’ é preso por explosão de caixa eletrônico de banco

Caixas foram arrombados no dia 11 deste mês

Considerado um dos líderes do PCC (Primeiro Comando da Capital) e um dos líderes da rebelião na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande, em 2006, ‘Tio Arantes’ como é conhecido José Cláudio Arantes foi preso pela suposta explosão de caixas eletrônicos de uma agência bancária, no Parque de Exposições Laucídio Coelho.

O crime aconteceu no dia 11 de outubro durante a madrugada e ‘Tio Arantes’ acabou sendo preso na última quarta-feira (25). Não há informações de como ocorreu a prisão de José Cláudio.

A explosão dos caixas eletrônicos aconteceu por volta das 2 horas da madrugada do dia 11 de outubro, quando a quadrilha, que era composta por seis bandidos arrombaram o portão do Parque de Exposições e amarram os vigias na guarita.

Eles usaram explosivos destruindo os caixas eletrônicos. Uma maleta com dinheiro foi levada, mas o valor não foi informado. Durante a fuga equipes da Policia Militar perseguiram e atiraram contra os pneus do Golf. O carro acabou abandonado pelos bandidos.

‘Tio Arantes’ conseguiu a liberdade em fevereiro deste ano, depois de ser preso por tráfico de drogas em abril do ano passado e cumprir pena no regime semiaberto.Líder do PCC, ‘Tio Arantes’ é preso por explosão de caixa eletrônico de banco

Ele é um dos condenados pela morte do advogado William Maksoud Filho, em 2006. No mesmo ano, logo após ser preso pelo crime, foi o responsável por liderar a rebelião na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande. A rebelião começou em São Paulo, chegou a MS e se espalhou por quatro cidades do Estado, Corumbá, Dourados, Três Lagoas e na Capital.

 

Veja também

Condutor apresentou nervosismo durante a abordagem

Últimas notícias