Polícia

Jovem que saiu escondido para baile funk diz que foi espancado por 15

Vítima também sofreu ferimentos a faca

Midiamax Publicado em 08/07/2017, às 17h03

None

Vítima também sofreu ferimentos a faca

O jovem de 19 anos que desobedeceu ao pedido da mãe e foi ao baile funk, na noite de ontem, sexta-feira (7), foi espancado por um grupo de 15 pessoas. O rapaz chegou a voltar para casa na madrugada, mas começou a passar mal, por volta das 6h, sendo socorrido pelo Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Conforme o boletim de ocorrência, o rapaz deu entrada na Santa Casa de Campo Grande com diversos ferimentos no corpo e dois cortes aparentemente de golpes de faca, nas costas e peito, segundo os médicos, superficiais.

A PM (Polícia Militar) foi chamada e o jovem informou que estava em um baile funk, na rua 14 de Julho, e quando saiu acompanhado de mais dois amigos foram fechados por um grupo de 15 indivíduos que o agrediram e o feriram com faca, próximo à Praça Ari Coelho.

Jovem que saiu escondido para baile funk diz que foi espancado por 15

Ainda conforme o registro policial, depois do ocorrido o mesmo conseguiu chegar em casa, mas  por volta das 6 horas da manhã, sua mãe viu que estava passando mal e acionou os Bombeiros.

Até o momento não há informações sobre os suspeitos ou testemunhas do crime. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa, na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), do Centro.

CRIME

Logo no início deste sábado (8), um jovem de 19 anos, morador do bairro Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande, precisou de atendimentos. A mãe dele teve que chamar o Corpo de Bombeiros após encontrar o filho com uma série de machucados e com o ouvido sangrando. Vítima teria sido agredida em um baile funk, no Centro da Capital.

Conforme explicou a mulher, o filho saiu escondido e foi para um baile funk, apesar dos conselhos da mãe que orientou o contrário, já que ele trabalharia neste sábado. Ela relatou que apenas ouviu o filho chegar durante a madrugada.

Nesta manhã, no entanto, foi acordada pelo filho que passava mal, completamente machucado, com sinais aparentes de espancamento, e chamou por socorro. O Corpo de Bombeiros foi chamado e os militares fizeram os primeiros atendimentos.

Uma equipe do Samu (Serviço móvel de urgência) precisou ser acionada para que o médico avaliasse a situação. O jovem foi encaminhado para a Santa Casa pelos Bombeiros e o médico acompanhou o rapaz no trajeto, em razão dos ferimentos.

Ainda segundo um familiar, a vítima teria sido deixada na residência por outros amigos.

Jornal Midiamax