Polícia

Foragido com 38 anos de pena para cumprir é recapturado na casa da mãe

Pena inicial era superior a 46 anos de prisão

Midiamax Publicado em 06/04/2017, às 18h40

None
delegacia_caarapo_ok_ok.jpg

Pena inicial era superior a 46 anos de prisão

Luiz Aparecido dos Santos, de 42 anos, popularmente conhecido como Luiz Cambota, foi preso na tarde de quarta-feira (5) em Caarapó, município da Grande Dourados distante 273 quilômetros de Campo Grande. Condenado por roubos e furtos cometidos desde 2008, ele estava foragido desde o dia 30 de setembro de 2016, poucos dias após ter sido beneficiado com a progressão de regime e ido para o semiaberto.

Com condenações que totalizam 46 anos e 10 meses de prisão em regime inicial fechado, Santos chegou a cumprir sete anos na PED (Penitenciária Estadual de Dourados), a 228 quilômetros da Capital. Por ter trabalhado durante mais de 300 dias na cadeia, teve remição de um ano, um mês e dezesseis dias da punição, que ainda lhe restava 38 anos, seis meses e um dia a cumprir.

No início de agosto de 2016, o preso foi beneficiado com progressão de regime e encaminhado para o Estabelecimento Penal de Regime Semiaberto e Aberto de Dourados. Mas fugiu no dia 30 de setembro daquele mesmo ano. Desde então, era procurado, com mandado de prisão expedido no dia 4 de outubro pelo juiz César de Souza Lima, da 3ª Vara Criminal da Comarca.

De acordo com o delegado Ricardo Meirelles Bernardinelli, titular da Delegacia de Polícia Civil de Caarapó, investigadores do SIG (Serviço de Investigações Gerai) descobriram que ele estava na cidade desde que fugiu. A casa da mãe do foragido passou a ser monitorada e ontem ele foi recapturado quando deixava a residência. Levado à cadeia pública, Santos permanece à disposição da Justiça.

Ainda em setembro, no mais recente recálculo de sua condenação, a Justiça estimou que ele só teria progressão para o regime aberto em 14 de janeiro de 2023 e o livramento condicional estava previsto para o dia 19 de outubro de 2031, com previsão de término da pena em 18 de maio de 2038.

Jornal Midiamax