Polícia

Denúncia anônima revela novo caso de escravidão em carvoaria de MS

Em uma carvoaria

Renata Portela Publicado em 04/04/2017, às 14h04

None
trabalho-escravo-capa.jpg

Em uma carvoaria

Na tarde de segunda-feira (3), uma denúncia anônima levou policiais militares a encontrarem trabalhadores em condições análogas à escravidão em uma fazenda. A propriedade, onde funciona uma carvoaria, fica entre Três Lagoas e Brasilândia, a aproximadamente 400 quilômetros da Capital.

As informações do site JPNews dão conta que a denúncia chegou de forma anônima à Polícia Militar. Na fazenda, os policiais encontraram os trabalhadores em um alojamento, em condições insalubres – sem energia elétrica, em colchões velhos e sujos e com um banheiro precário.

O grupo não trabalhava com EPI (Equipamentos de Segurança Individual) e não tinha qualquer tipo de assistência médica, nem carteira de trabalho. Fiscais do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) e procuradores do MPT (Ministério Público do Trabalho) também estiveram nas fazendas.

O proprietário da carvoaria acompanhou o trabalho de fiscalização e deve prestar esclarecimentos na delegacia. O flagrante interrompeu os trabalhos dos funcionários nesta terça-feira (4) para investigação. 

Jornal Midiamax