Polícia

Campo-grandense é multado por incêndio em pastagem nativa no Pantanal

Queimada no Pantanal está proibida até outubro

Midiamax Publicado em 10/08/2017, às 21h44

None

Queimada no Pantanal está proibida até outubro

Um campo-grandense foi multado em R$ 3 mil e autuado por incendiar área nativa no Pantanal. Policiais Militares Ambientais de Corumbá, a 444 km de Campo Grande, realizavam fiscalização na região pantaneira do Nabileque nesta quarta-feira (9).

A área incendiada medida com GPS perfez 3 hectares e o fazendeiro não possuía autorização do órgão ambiental para realizar o processo de queima.

Proibição

Ressalta-se que está proibida a emissão de licença de queimada neste período seco em todo o Estado pelos órgãos ambientais. No Pantanal a proibição vai até outubro.

O infrator, domiciliado em Campo Grande, foi autuado administrativamente e multada em R$ 3.000,00.

Queimadas

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) mantém o alerta para a baixa umidade relativa do ar em todo o no Estado. Nas regiões leste, sul, sudoeste, sul, Pantanal e norte, o alerta é para umidade relativa do ar variando entre 30% e 20%, com perigo potencial. Já para as outras regiões, o alerta é para perigo: umidade relativa do ar variando entre 20% e 12%.

Campo-grandense é multado por incêndio em pastagem nativa no Pantanal

Corumbá segue no terceiro lugar no ranking das cidades com maior número de queimadas. Neste ano, já foram 1.369 focos, perdendo só para São Félix do Xingu (PA) e Altamira (PA).

Os números são dos satélites de monitoramento do Inpe e consideram como focos de calor, frentes de fogo com mais de 30 metros de extensão por 1 metro de largura. Ou seja, o número de queimadas é bem maior se contarmos aqueles vizinhos que colocam fogo em terrenos baldios ou áreas que acabam se incendiando por outros fatores, como bitucas de cigarro jogadas na rua.

Jornal Midiamax