Polícia

Batida do Exército em lojas de armas de Campo Grande apreende munição ilegal

Operação Alta Pressão IV ocorreu de 30 de maio a 1º de junho

Midiamax Publicado em 01/06/2017, às 21h40

None

Operação Alta Pressão IV ocorreu de 30 de maio a 1º de junho

​Oito empresas cadastradas junto ao Exército Brasileiro, que trabalham com comércio de armas de fogo e munições foram autuadas, devido a irregularidades constatadas durante a Operação Alta Pressão IV, que teve início no dia 30 de maio e encerramento, nesta quinta-feira (1º). 

Nestes três dias, na área de abrangência da 9ª Região Militar, foram realizadas 36 inspeções em comércios de armas e munições. A ação empregou 10 equipes, compostas por fiscais militares do Exército Brasileiro e integrantes dos Órgãos de Segurança Pública, abrangendo mais de 20 municípios, totalizando aproximadamente de 5.500 km rodados.

Oito empresas foram autuadas por não atenderem à legislação vigente, sendo apreendidas de 300 unidades de espoletas e diversas munições de diferentes calibres.

O operação ocorreu por intermédio do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados (SisFPC/9), e contou com a participação dos Órgãos de Segurança e Ordem Pública (OSOP), Agências Governamentais e fiscalizou lojas que lidam direta ou indiretamente com Produtos Controlados pelo Exército – PCE, em particular armas e munições.

Batida do Exército em lojas de armas de Campo Grande apreende munição ilegal

(Foto: Divulgação/ Exército)

Jornal Midiamax