Polícia

Após 13 dias, menino que teve 60% do corpo queimado permanece internado

Estado de saúde da criança é grave 

Midiamax Publicado em 07/06/2017, às 12h14

None

Estado de saúde da criança é grave 

O menino de 11 anos que teve 60% do corpo queimado ao brincar, junto com o irmão mais novo, com um galão de álcool no Bairro Cristo Redentor permanece internado na CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da Santa Casa de Campo Grande. No dia 25 de maio, a criança sofreu queimaduras no rosto, pernas, braços, barriga e órgãos sexuais.

De acordo com a assessoria do hospital, desde o dia em que foi internado, o menino permanece em estado grave, sedado e entubado na CTI. Seu quadro de saúde é grave e ainda não há previsão para alta.

O caso aconteceu em um cômodo em construção na casa da família, localizada na Rua Altair Saraiva Fernandes. Segundo vizinhos, o menino e o irmão de 9 anos estavam sozinhos no local, pois o pai deles estava viajando e a mãe, que é manicure, estudando.Após 13 dias, menino que teve 60% do corpo queimado permanece internado

No início da noite os moradores ouviram uma explosão, seguida de um forte clarão vindo da residência e correram para ver o que estava acontecendo.

Ao chegarem no local, as testemunhas encontraram os “meninos em chamas”. Uma das vizinhas, de 55 anos, contou ao Midiamax que ao se aproximar ela viu a criança de 11 anos rolando no chão em uma tentativa de apagar o fogo do corpo.

O incêndio teria começado depois que as crianças, em uma brincadeira, teriam ateado fogo em um galão que estava na construção, possivelmente cheio de álcool. O menino de 9 anos sofreu ferimentos no rosto, tórax e joelho, foi atendido e recebeu alta médica na manhã do dia 26 de maio.

Jornal Midiamax