Polícia

Viúva acredita que comerciante tenha sido morto por ‘jovens arruaceiros’

Eles estariam atirando no bairro

Renata Portela Publicado em 16/09/2016, às 11h04

None
homicidio2.jpeg

Eles estariam atirando no bairro

Antes da morte do marido Ismael, Zenilda, de 42 anos, ouviu um grupo de 'jovens arruaceiros' dando tiros no bairro, conforme o relato dela. O comerciante foi assassinado com um único tiro na frente do bar da esposa, na noite de quinta-feira (15), no Jardim Los Angeles.

Ao Jornal Midiamax, Zenilda relatou que o marido foi para Nova Alvorada do Sul há dois dias e chegou em Campo Grande na quinta-feira. Ela ainda afirma não saber de inimizades de Ismael. “Ele falava muito alto, talvez por isso as pessoas achassem que ele estava tratando mal, mas era só o tom da voz que era alto”, afirmou.

Ainda segundo a mulher, 15 minutos antes do marido ser atingido pelo tiro, ela ouviu um grupo de jovens atirando em uma esquina nas proximidades. Eles deram dois tiros. Zenilda contou também que o grupo deu outros dois tiros na frente do bar dela quando o marido chegava, atingindo um disparo em Ismael e outro na motocicleta dele.

Ismael deixa a esposa e duas filhas, de 17 e 8 anos. O caso será investigado pela delegacia de área e foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga como homicídio simples.

Jornal Midiamax