Polícia

Trio é mantido refém em sítio por assaltantes armados durante roubo de camionete

Veículo foi levado para o Paraguai

Renata Portela Publicado em 04/04/2016, às 12h10

None
caminhonete_1.jpg

Veículo foi levado para o Paraguai

Dois homens, de 29 e 36 anos, e uma mulher de 31 anos foram vítimas de assalto na noite de domingo (3) em Dourados, cidade a 225 quilômetros de Campo Grande. Eles estavam em uma sitioca, quando os assaltantes chegaram ao local, levaram as vítimas até outra propriedade rural e as mantiveram reféns até que a camionete, que roubaram delas, fosse levada ao Paraguai.

Segundo informações do boletim de ocorrência, as vítimas estavam na sitioca Campo Belo, quando três suspeitos chegaram ao local e anunciaram o assalto. Dois rapazes estavam armados, um com uma pistola e o outro com um revólver, e ordenaram que as vítimas deitassem no chão, momento em que pegaram os celulares dos três, além de documentos, e colocaram tudo em um sacola.

Consta no registro policial que as vítimas foram colocadas na Hilux de uma delas, prata, placas OOG-9243 de Dourados (MS), e levadas até outra sitioca, onde foram deixadas sentadas no gramado aos fundos de uma casa. Conforme relato dos três, eles eram vigiados por dois dos assaltantes, um apontava a arma para eles e andava de um lado para o outro. As vítimas ainda afirmam que os bandidos estavam calmos e perguntavam se eles queriam algum remédio ou lanche, que eles buscariam.

De acordo com o relato das vítimas, os assaltantes diziam que a camionete seria levada para Capitan Bado, no Paraguai e ainda diziam “Vocês sabem que isso é pedido, né?”, se referindo ao fato de o veículo ter sido 'encomendado'. Os assaltantes tinham entre 20 e 22 anos e não chegaram a falar nomes ou apelidos durante o sequestro.

Após aproximadamente duas horas as vítimas foram liberadas e procuraram a polícia. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) como roubo majorado pelo emprego de arma, pelo concurso de pessoas e pela restrição de liberdade da vítima.

Jornal Midiamax