Polícia

Tarde demais: presos recebem ‘zap’ na viatura avisando sobre a polícia

Eles estavam com carros e motos roubadas

Renata Portela Publicado em 24/01/2016, às 14h08

None
presos.jpg

Eles estavam com carros e motos roubadas

Na noite de sábado (23), Anderson da Silva, de 24 anos, e Cleverson Ovando Rodrigues, também de 24 anos, foram presos em flagrante por receptação na MS-289, região de Amambai, a aproximadamente 340 quilômetros da Capital. Eles estavam em carros roubados, transportando peças de motocicletas, também produtos de roubo.

De acordo com o boletim de ocorrência, equipe do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) fazia fiscalização na região de Amambai, quando abordou o Hyundai HB20, prata, placas AZI-2905 de Cambé (PR). O veículo era conduzido por Cleverson e, em vistoria, os policiais encontraram uma motocicleta semidesmontada, encaixada dentro do carro. Questionado sobre a moto, o rapaz revelou que pegou os dois veículos em um posto de combustível em Naviraí e receberia R$ 500 para levar até outro posto, em Amambai.

Enquanto uma equipe conversava com Cleverson, outros policiais abordaram a camionete S10 vermelha, placas JWK-5584 de Apucarana (PR), conduzida por Anderson. Na carroceria, foram encontradas outras duas motocicletas, uma Honda Fan com sinais de identificação apagados e uma Honda Bross vermelha, placa APK-8423 de Querência do Norte (PR).

Segundo a polícia, Anderson revelou que também havia sido contratado para levar os veículos até Amambai. Em checagem, os policiais do DOF ainda constataram que a S10 e o HB20 haviam sido roubados no Paraná, em janeiro, assim como a Bross que estava na camionete. As outras motocicletas também foram apreendidas, mas ainda não tiveram queixa de furto ou roubo.

Os dois motoristas foram encaminhados, com os veículos, para a Delegacia de Polícia Civil de Amambai. Ainda de acordo com a polícia, durante o deslocamento, os celulares dos dois rapazes receberam mensagens, informando-os que a viatura do DOF estava indo na direção deles. O caso foi registrado como receptação qualificada pelo objeto material e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Jornal Midiamax