Polícia

Reinaldo culpa gestão anterior por problemas com o Sigo e se diz refém de empresa

Governo diz que contrato será renovado

Renata Portela Publicado em 15/09/2016, às 13h46

None
capa-sigo-sigo.jpg

Governo diz que contrato será renovado

De um lado, uma empresa contratada pelo Governo do Estado que alega não receber desde março deste ano. Do outro, governador afirma que tal contrato tem falhas 'herdadas' da gestão anterior e que irá ser renovado em breve. Em meio ao problema, o Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional) continua fora do ar, afetando o trabalho da Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Nesta quinta-feira (15), durante evento de lançamento do projeto 'Mãos Que Constroem', o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) foi novamente questionado sobre os problemas do SIGO, sistema onde são registrados os boletins de ocorrência e que está fora do ar. “Só vamos renovar o contrato, que herdamos do governo anterior, com toda a segurança jurídica”, afirmou.

Azambuja ainda declarou que existe uma pressão da empresa, mas que o Estado não vai ceder a pressões “de quem quer que seja”. O governador ainda pontuou que existem várias falhas no contrato, que devem ser ajustadas para que seja feita a renovação. Anteriormente, foi declarado que a empresa recebe mais de R$ 800 mil por mês para oferecer o serviço e eles alegam que não recebem desde março, quando o contrato foi encerrado.

“A empresa domina o sistema, isso é uma das falhas que o Estado tem. Como você fica refém de uma empresa?”, disse o governador. Ele finalizou dizendo que não tira a liberdade da empresa responsável pelo SIGO de cobrar os direitos, mas que só renovará o contrato dentro dos parâmetros legais para isso.

'Novela SIGO'

Esta é a terceira vez que o sistema é retirado do ar pela empresa neste ano. Desde o primeiro problema, governo e Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) declararam que resolveriam a falta de pagamento pela renovação de contrato. Cinco meses depois, o problema continua.

Em operação no Estado desde 2006, o Sigo é um software disponibilizado por uma empresa terceirizada, utilizado pela Sejusp para armazenar dados das ocorrências atendidas pela Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e outras unidades de segurança do Estado, tendo como objetivo dinamizar o atendimento à população. O Sigo substituiu o antigo modelo de registro de ocorrência manual.

Jornal Midiamax