Polícia

Presos fizeram rebelião para exigir transferência de ‘desafetos’

Motim já dura quase quatro horas

Gerciane Alves Publicado em 04/08/2016, às 21h59

None
03.jpg

Motim já dura quase quatro horas

Durante a briga que iniciou a rebelião no Presídio de Segurança Máxima de Naviraí, cidade a 358 quilômetros de Campo Grande, alguns presos teriam exigido a transferência de ‘desafetos’ do presídio. Policiais do município e de outras localidade tentam controlar o motim que já dura cerca de quatro horas.

Segundo nota divulgada pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) os presos iniciaram a briga por volta das 15 horas desta quinta-feira (4) e depois de se recusarem a retornar para as celas após banho de sol ainda exigiam a retirada de alguns internos do presídio.

A agência confirmou a morte de um detento, que não teve o nome divulgado até o momento, e outros preso feridos, um com gravidade. O Corpo de Bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) fizeram o atendimento e o transporte dos feridos.

Ainda seguindo a Agepen não há reféns e o reforço na segurança foi providenciado com o envio de mais agentes penitenciários e policiais militares da região e de localidade vizinhas para o presídio.

Jornal Midiamax