Polícia

Polícia Rodoviária Federal apreende 897 quilos de maconha na BR-262

A substância é avaliada em R$ 900 mil

Midiamax Publicado em 07/09/2016, às 18h53

None
14233571_1107110069375262_343924553_o.jpg

A substância é avaliada em R$ 900 mil

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) apreendeu, na manhã de terça-feira (6), um Renault Logan com 897 quilos de maconha na BR-262. A apreensão ocorreu por volta das 7h no quilômetro 21 da rodovia. A Polícia estima que a substância, que iria para São Manoel, no interior de São Paulo, é avaliada em R$ 900 mil.

De acordo com a PRF, um Honda Civic, que possui placas de Carapicuíba/SP, era conduzido por um jovem de 22 anos. Uma estudante de 18 também estava no carro. Ao serem abordados pelos policiais, teriam demonstrado nervosismo, além de responderem às perguntas de forma contraditória.

"Tendo em vista o nervosismo do condutor e as respostas contraditórias acerca da origem e do destino da viagem, os policiais realizaram busca minuciosa no automóvel e localizaram um rádio comunicador oculto, fato que despertou a desconfiança de que estivesse atuando como 'batedor' de outro veículo com carga ilícita", afirma a PRF.

A equipe, então, encontrou um Renault/Logan com placas aparentes de São Paulo próximo ao local. A inspeção, no entanto, revelou que as placas do veículo eram de Belo Horizonte/MG. O Renault, que é propriedade de uma empresa de locação, estava abandonado na altura do quilômetro 28. Dentro do carro, a PRF encontrou os 897 quilos de maconha.

A PRF explica que o motorista relatou o trajeto dos veículos. Eles teriam saído de Ponta Porã, região sul do estado, em direção à São Manoel, no interior de São Paulo. "Ele informou que, pela viagem, receberia a quantia de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), bem como que tinha conhecimento de que o referido veículo que transportava o entorpecente foi alugado e teve suas placas adulteradas para este transporte", explicou a PRF.

Condutor e passageira foram presos e podem ser julgados pelos crimes de tráfico, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e desenvolvimento clandestino de atividade de telecomunicação. Eles foram levados à Delegacia da Polícia Federal em Três Lagoas. Os veículos e a maconha também foram apreendidos. 

Jornal Midiamax