Polícia

PM recolhe pelo menos 30 cápsulas de pistola em local de execução

Não é possível precisar quantos disparos acertaram a vítima

Clayton Neves Publicado em 24/06/2016, às 20h44

None
555afa69-f255-4348-9558-1dd4efa4bd6f.jpg

Não é possível precisar quantos disparos acertaram a vítima

A Polícia Militar encontrou pelo menos 30 cápsulas de pistola 9 milímetros no local onde o jovem Anderson Novaes, de 26 anos, foi executado na tarde desta sexta-feira (24). De acordo com Gomides Ferreira Santos Neto, delegado responsável pelas investigações, até o momento não é possível precisar quantos disparos acertaram a vítima.

Anderson foi morto dentro da loja de utensílios 'Multi Coisas Novaes', onde ele era sócio com o pai. O estabelecimento fica no cruzamento das ruas Clélia Santos Rosa e Osmar de Andrade, no Jardim Nashiville, em Campo Grande.

Segundo informações de testemunhas, os autores chegaram ao estabelecimento em um veículo Chevrolet Prisma e estavam ouvindo a música 'Metralhadora', da Banda Vingadora, em volume alto durante a execução do Jovem.

Em um dos trechos da música,  a letra e coreografia fazem menção a disparos de arma. "Pega a metralhadora e trá, trá, trá, trá, trá…", diz a canção. 

De acordo com o irmão da vítima, Evandro Novaes, a família suspeita que o rapaz tenha sido vítima de uma tentativa de assalto. Porém, entre os vizinhos que estão no local, existem rumores de que o crime tenha relação com acerto de contas por causa de drogas. 

Jornal Midiamax