Polícia

Piloto estava sozinho em avião que desapareceu no Pantanal

FAB faz operação de resgate

Thatiana Melo Publicado em 20/09/2016, às 12h11

None
piloto.jpg

FAB faz operação de resgate

O piloto identificado como, Marcos Xavier estava sozinho no avião bimotor que despareceu na tarde desta segunda-feira (19), na região do Pantanal depois de decolar do município de Miranda distante 207 quilômetros de Campo Grande.

A informação foi confirmada pela empresa Táxi Aérea de Campo Grande, que ainda afirmou que a aeronave não pertence à empresa e que seria um avião particular. Ainda de acordo com informações, não sem tem notícia do piloto.

Uma equipe de FAB (Força Aérea Brasileira) encontrou o bimotor por volta da uma hora da madrugada a dois quilômetros da Fazenda Cristo, no município de Miranda. Mas, por causa do horário e da pouca visibilidade, a equipe teve de usar óculos de visão noturna, as buscas foram paralisadas.

Uma equipe a bordo de um helicóptero H1-H do esquadrão Pelicano voltou a levantar voo às 6 horas desta terça-feira (20) para retormar as buscas ao avião.

O sumiço

Um avião de pequeno porte desapareceu nesta segunda-feira (19) depois de decolar do município de Miranda, distante 207 quilômetros de Campo Grande, com destino à Capital, porém, minutos após decolar, desapareceu do radar da torre de controle.

Depois de o avião perder contato com a torre de controle, equipe com sete militares se deslocou para a região do município de Miranda, distante 207 quilômetros de Campo Grande. Os agentes estão sobrevoando a região em uma aeronave de busca e salvamento SC Amazonas. Dois militares utilizam equipamento de visão noturna.

Ainda não há confirmação oficial de quantas pessoas estariam na aeronave.

O avião que desapareceu é um bimotor com capacidade para seis pessoas e está registrado como propriedade de uma empresa de taxi aéreo do Estado.

Jornal Midiamax