Polícia

Pedreiro é suspeito de estuprar o filho de 2 anos quando mãe ia estudar

Segunda vez que ele é acusado de estupro

Alan Diógenes Publicado em 12/03/2016, às 14h43

None
estupro.jpg

Segunda vez que ele é acusado de estupro

Um pedreiro de 46 anos é suspeito de estuprar o próprio filho de 2 anos, no Bairro Castainha 2, em Sidrolândia, a 71 quilômetros de Campo Grande. O menino ficava com ele durante a noite, quando a mãe ia para a escola, e confessou o estupro. Foi a mãe que denunciou o caso a polícia.

Conforme o site Região News, esta não é a primeira acusação de estupro contra o pedreiro. A suspeita é de que ele tenha estuprado outra vítima, um menina parente distante, mas o exame de corpo de delito não mostrou que a criança tinha sido vítima de violência sexual.

Por medida preventiva, a polícia já pediu à Justiça que o suspeito seja afastado do convívio com a criança e solicitou o apoio da Secretaria de Assistência Social para atender a família, pois o suposto agressor pode ser a única fonte de renda da mulher e da criança..

A violência teria sido cometida no dia 27. No último dia 28 o menino se queixou de dores na região das nádegas. Ao averiguar do que se tratava, a mãe constatou lesões no ânus e a criança diz ter sido o pai o responsável.

Ela o levou no médico e depois registrou o boletim de ocorrência. O primeiro exame de corpo de delito não detectou sinais de violência sexual. Como o menino está com diarréia, só na segunda-feira (14) fará um ultrassom em toda a região abdominal.

O exame de corpo de delito feito no menino não indicou lesão, mas será feito um exame mais detalhado em Campo Grande, conforme o laudo do ultrassom. 

Jornal Midiamax