Polícia

Pedreiro de 43 anos é encontrado morto em obra no bairro Santa Fé

Supostamente causa foi parada cardíaca

Guilherme Cavalcante Publicado em 07/09/2016, às 17h49

None
unnamed_5.jpg

Supostamente causa foi parada cardíaca

Um homem de 43 anos identificado como Carlos Cardoso foi encontrado morto por colegas na tarde desta quarta-feira (7) em uma obra no bairro Santa Fé. O Corpo de Bombeiros está no local e aguarda a chegada da perícia para confirmar a causa da morte. Entretanto, a suspeita é que a vítima tenha sofrido uma parada cardiorrespiratória.

Um dos pedreiros que trabalhavam com a vítima na obra, Ildebrando Bispo, de 54 anos, afirmou à reportagem que ele, a vítima e mais um pedreiro trabalhavam na construção de uma laje numa obra no bairro Santa Fé. A vítima também era conhecida no trabalho como 'Junior', e era o responsável por fornecer os materiais para o pavimento superior, onde Ildebrando e outro pedreiro, conhecido por Zé, concretavam a estrutura.

"Nós trabalhamos pela manhã e por volta das 11h paramos para almoçar. Descansamos e retomamos agora à tarde. Ele levou o primeiro carregamento e quando pedimos o segundo, ele não respondeu", declarou. Neste momento, Ildebrando e o outro pedreiro desceram e constataram a vítima deitada no chão, sem camisa. Um vizinho, então, acionou o 193.

No celular encontrado na camisa da vítima, foi feita a ligação para um dos números da agenda e a pessoa que atendeu afirmou que conhecia a vítima, que o nome dele era Carlos, e que ele, de fato, trabalhava numa obra. De acordo com testemunhas, o terceiro pedreiro saiu no carro da vítima para acionar a família.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima não apresenta sinais de violência ou de queda, apenas algumas manchas no corpo. A perícia é aguardada para atestar a causa do óbito. Um médico do Samu passou no local e reforça a hipótese de parada cardiorrespiratória, devido a ausência de sinais de violência ou queda acidental. Entretanto, o caso será registrado como "morte indeterminada".

*Matéria atualizada às 14h55 para acréscimo de informações

Jornal Midiamax