Polícia

Motociclista é perseguido e executado a tiros em bairro de Campo Grande

Ele tentou se esconder em oficina, mas morreu no local 

Clayton Neves Publicado em 03/08/2016, às 22h31

None
99288334-dcc8-459b-9246-00472579e724.jpg

Ele tentou se esconder em oficina, mas morreu no local 

Rodolfo Francisco, de 23 anos, foi executado a tiros no início da noite desta quarta-feira (3), no cruzamento das ruas Eva Peron e da Divisão no Bairro Rancho Alegre, em Campo Grande.

De acordo com informações de testemunhas, a vítima seguida na Rua Eva Peron em uma motocicleta Yamaha Factor 125 quando, no cruzamento com a Rua da Divisão, foi surpreendida pelo autor dos disparos que pilotava uma moto Honda Biz. Na via, o criminoso teria efetuado três disparados.

Mesmo baleado a vítima chegou a correr e entrar em uma oficina de suspensão e alinhamento que fica na esquina, porém, foi seguida pelo atirador.

Na mecânica o homem entrou em uma das salas e para se proteger, chegou a se esconder atrás de clientes e funcionários que estavam no local. Contudo, foi alvejado com mais disparos de arma de fogo e acabou morrendo no local. De acordo com a Perícia da Polícia Civil, a vítima foi atingida por quatro disparos.

"Ele entrava atrás da gente pra se esconder e por causa disso o atirador apontava a arma pra gente", conta o proprietário do loca, de 37 anos.

No momento da execução além do empresário estavam no local três funcionários, dois clientes e os filhos do dono, uma menina de nove anos que estava ouvindo música em um automóvel estacionado na frente do estabelecimento e um garoto de 11 anos que estava atrás do balcão de entrada. "Só consegui dizer para meus filhos abaixarem", revela o empresário.O dono da loja disse que o estabelecimento só estava aberto para o atendimento dos últimos clientes. Consta no boletim de ocorrência, que o autor é moreno, vestia short jeans, camiseta preta e estava com um capacete amarelo com verde. (Matéria atualizada para acréscimo de informações)

Jornal Midiamax