Polícia

Ladrão conhecia bem o funcionamento do supermercado, dizem vítimas

Ele e um comparsa roubaram R$ 42 mil do cofre

Renata Portela Publicado em 02/04/2016, às 12h13

None
foto2.jpeg

Ele e um comparsa roubaram R$ 42 mil do cofre

Conforme informações dos funcionários do supermercado Pires, assaltado na manhã deste sábado (2), um dos bandidos parecia conhecer bem o funcionamento do local. O roubo ocorreu por volta das 6 horas, quando todos os trabalhadores foram rendidos por dois bandidos, que fugiram levando todo o dinheiro do cofre.

De acordo com relato das vítimas, o bandido que ficou no banheiro com os funcionários teria dado a entender que os conhecia. A técnica de segurança do trabalho quis acompanhar a gerente, que foi obrigada a abrir o cofre, momento em que o bandido teria dito “Não vai não, porque você é puxa-saco do gerente”.

Tentativa de furto

Há um mês, os mesmos bandidos teriam tentado cometer um furto no supermercado, e não roubo, como informado anteriormente. De acordo com a polícia, eles foram ao local e não conseguiram entrar porque a porta estava trancada, mas chegaram a forçá-la. Não havia ninguém no local e os bandidos acabaram desistindo, mas foram flagrados pelas câmeras de segurança.

Ainda há informação de que, no mesmo dia em que tentaram furtar o mercado, os assaltantes haviam cometido um assalto a uma farmácia, ocasião em que roubaram R$ 3 mil do comércio. Equipes da polícia fazem buscas pelos bandidos, que já podem ter sido identificados, e imagens das câmeras podem ajudar nas investigações.

Roubo

Na manhã deste sábado, funcionários do supermercado, que fica localizado na Rua Ana Luísa de Souza, no Universitário, foram feitos reféns durante assalto. Os bandidos esperaram o momento em que a gerente chegou ao local, para abrir a porta, renderam os trabalhadores e cometeram o roubo.

As vítimas foram trancadas no banheiro, enquanto a gerente foi levada ao cofre, de onde os bandidos roubaram R$ 42 mil. O caso é investigado inicialmente pela Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga e SIG (Setor de Investigações Gerais).

Jornal Midiamax