Polícia

Idoso é preso na Capital por estuprar netas da namorada durante três anos

Ele ainda fazia ameaças

Renata Portela Publicado em 13/09/2016, às 15h30

None
preso.jpeg

Ele ainda fazia ameaças

No fim da manhã desta terça-feira (13), um homem de 64 anos foi preso em cumprimento a mandado de prisão por estupro de vulnerável. O idoso foi detido em casa, no Jardim Vida Nova, e estava foragido desde 2011, depois de ter estuprado duas crianças de 9 e 12 anos.

A prisão foi feita pelos investigadores da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) e faz parte da Operação Anilhas, feita pela delegacia para prender foragidos e retomar inquéritos antigos que estavam paralisados. Os crimes cometidos pelo idoso entre 2007 e 2010 foram denunciados pelas crianças na época, mas só agora ele foi localizado e preso.

Conforme informações da polícia, as vítimas são primas e tinham na época 9 e 12 anos. A mais nova morava com a avó e a mais velha visitava sempre a casa, já que também morava na Capital. O agressor namorou a mulher por 10 anos e em 2007 teria começado os abusos, que duraram três anos até que fosse denunciado.

As crianças foram ouvidas separadamente na época, já com 12 e 15 anos, e as versões sobre os casos eram as mesmas. A partir daí, o idoso foi incriminado. Ainda segundo a polícia, houve conjunção carnal e além de estuprar as crianças, o homem ainda as ameaçava, dizendo que mataria as mães delas e até mesmo a própria namorada, avó das vítimas, caso elas contassem alguma coisa.

O acusado responderá pelo crime de estupro de vulnerável e agora o caso será retomado, já que ficou paralisado por ele estar foragido.

Jornal Midiamax