Polícia

Em menos de quatro horas, sábado tem três mortes na Capital

Em um dos casos, motorista foi assassinado por ladrão

Alan Diógenes Publicado em 12/03/2016, às 12h51

None
d2732d3f-49ee-4465-a262-75c5b027fe55.jpg

Em um dos casos, motorista foi assassinado por ladrão

A madrugada deste sábado (12) foi violenta na Capital. Foram registradas três mortes: durante furto a veículo, briga generalizada em bar e achado de corpo.

Um dos crimes envolveu um adolescente de 18 anos, por volta das 6h da manhã, que foi morto a tiros dentro de um estabelecimento na Avenida Manoel da Costa Lima. O rapaz identificado como Mateus Lopes da Silva, morador da Vila Piratininga, brigou com um grupo de pessoas e fugiu pra dentro do Bar Café na Hora. O suspeito, que seria um dos funcionários do bar, disparou contra Mateus e está foragido.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas ao chegar ao local constatou o óbito. Segundo o soldado Canavarro, do 10º Batalhão da Polícia Militar, no Jockey Clube, a vítima também foi atingida com uma garrafada.

O motorista de ônibus Jean de Campo Rodrigues, de 40 anos, também foi morto, mas a facadas após lutar com o homem que furtou seu veículo VW Santana, placas LYK 0906, de cor preta por voltas das 2h30, na Rua Aguiar Pereira de Souza, Jardim América. Ele havia acabado de bater o ponto na empresa Eucatur, onde trabalha, e quando retornou ao carro para pegar seus pertences vi que ele não estava no local. A polícia identificou como suspeito de cometer o crime Marcos Antonio Candido, 42 anos. 

Em seguida avistou o carro na mesma rua e foi verificar. Lá teria lutado com o ladrão e foi esfaqueado na região do abdômen, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Quando a Polícia Militar chegou para atender a ocorrência, o bandido apresentava várias lesões no rosto. Ele foi encaminhado para o pronto socorro da Santa Casa.

Por volta das 2h50, Júlio César Martins Ferreira, 40 anos, foi encontrado morto em um veículo VW Saveiro, cor prata, que estava estacionado na Rua Santa Lina, no bairro Vilas Boas.  Uma testemunha que passava pela rua decidiu olhar o carro, estacionado no mesmo local há dois dias, e percebeu que havia uma pessoa morta no interior.

A morte deverá ser esclarecida pela Polícia Civil, já que as razões do óbito não ficaram claras. O caso foi registrado como morte a esclarecer na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Piratininga.

Saidinha de Banco

Ontem (12) a tarde um rapaz de 29 anos, office boy da empresa Poligonal Engenharia, foi atingido por dois tiros durante um assalto em frente a agência do Banco do Brasil na avenida Eduardo Elias Zahran. Segundo apurado, ele saia com um malote de dinheiro, quando foi abordado por dois rapazes em uma motocicleta, reagiu e acabou sendo baleado.

Ele levou dois tiros, um no joelho direito e outro no pé esquerdo. Ele foi atendido pelo Samu e encaminhado para a Santa Casa. 

(Matéria editada às 12h53 para atualização de informações)

Jornal Midiamax