Polícia

Égua abandonada com filhote morre e proprietário é autuado por maus-tratos

A égua morreu por falta de alimentos e água

Gerciane Alves Publicado em 17/03/2016, às 22h37

None
cavalo.jpg

A égua morreu por falta de alimentos e água

Um idoso, de 87 anos, foi autuado pela PMA (Polícia Militar Ambiental) por crime ambiental de maus-tratos a animais depois de abandonar uma égua e de um potro no perímetro urbano de Batayporã, cidade a quilômetros de Campo Grande. A égua morreu.Égua abandonada com filhote morre e proprietário é autuado por maus-tratos

O filhote estava sem comida e água, ao lado do cadáver da mãe. A PMA pediu a um veterinário da vigilância sanitária para avaliar o que teria causado a morte do animal. O laudo confirmou que o motivo foi abandono. A égua morreu por falta de alimentos e água.

Na quarta-feira (16), a PMA localizou o proprietário dos animais e o conduziu à Delegacia de Polícia Civil de Batayporã. A pena para este crime é de três meses a um ano de detenção.

O idoso também recebeu multa administrativa de R$ 1.000,00. A infração administrativa será julgada pelo Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul).

Jornal Midiamax