Polícia

Dupla é presa 15 dias após roubar camionete e sofrer acidente em plantação de soja

O veículo ficou preso em uma vala e foi abandonado

Renata Portela Publicado em 19/01/2016, às 15h29

None
caminhonete_-_sidrolandia_news.jpg

O veículo ficou preso em uma vala e foi abandonado

Polícia Civil de Sidrolândia, cidade a 70 quilômetros de Campo Grande, esclareceu o roubo de uma caminhonete S10 ocorrido no dia 3 de janeiro. Três suspeitos foram identificados na segunda-feira (18) e dois foram presos.

De acordo com a Polícia Civil, horas após os três assaltantes armados roubarem a S10 branca, o veículo foi encontrado em uma plantação de soja na região. Os suspeitos caíram com o veículo em uma vala de escoamento de água e acabaram abandonando a camionete e fugindo.

Na segunda-feira, investigadores do SIG (Setor de Investigações Gerais) encontraram Rodrigo Ribeiro Firme, um dos suspeitos, usando as mesmas roupas que vestia no dia do crime. Ele estava em uma bicicleta, andando pela cidade, quando foi abordado e acabou confessando a participação no crime. Em depoimento, o rapaz ainda entregou os comparsas.

Durante as buscas, os policiais civis também encontraram Félix Cristaldo Filho, que trabalhava em uma conveniência no momento da prisão. Ele também confessou participação no crime e indicou onde estava a arma usada no assalto, um simulacro de pistola que foi apreendido. O terceiro envolvido no crime ainda é procurado pela polícia.

Roubo

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o homem de 60 anos havia acabado de estacionar na frente da Farmácia São Bento no município, foi até a padaria, que fica nas proximidades, e ao voltar para a caminhonete, foi abordado. Segundo a vítima, um dos bandidos portava um revólver e teria dito “Perdeu, perdeu, passa a chave”.

Ainda de acordo com o relato do homem, o outro assaltante veio por trás, arrancou as chaves da mão dele e empurrou a vítima. A dupla de assaltantes entrou na caminhonete S10 branca, placas de Sidrolândia (MS) e fugiu em seguida. O caso foi registrado como roubo majorado pelo emprego de arma na Delegacia de Polícia Civil.

Jornal Midiamax