Polícia

Dona identifica celular roubado em foto no Midiamax, mas sofre para recuperar o objeto

Jovem tem dificuldade de recuperar celular em delegacia

Alan Diógenes Publicado em 10/03/2016, às 21h08

None
img-20160303-wa0026.jpg

Jovem tem dificuldade de recuperar celular em delegacia

Uma leitora do Midiamax identificou o celular roubado por adolescentes e um adulto, durante arrastão no dia 3 deste mês, no Bairro Coronel Antonino, em Campo Grande, ao ver imagem em uma matéria publicada pelo site. Os menores que roubaram a jovem foram apreendidos e adulto preso durante tiroteio e perseguição com o Batalhão de Choque da Polícia Militar no mesmo dia

Apesar da “sorte” de achar o aparelho, a auxiliar de controle Rayza Cunha, 23 anos, ainda não conseguiu recuperá-lo. Ela alega feito uma "peregrinação" pelas delegacias da Capital e até agora não conseguiu encontrar o celular.

Segundo Raysa, ao reconhecer o celular na imagem, de imediado ela procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, onde tinha registrado o boletim de ocorrência por roubo. De lá, encaminharam ela para outra delegacia.

“Levei a foto, mas me mandaram para a Cepol (Centro Especializado de Polícia Integrada), depois Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) e no final parei na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos). Lá me disseram que iriam me ligar para fazer a entrega do aparelho, mas até agora nada.”, explicou Rayza.

Ela disse que reconheceu o celular por conta da tela quebrada e falou que está tendo transtornos sem o aparelho. “Preciso do celular porque todos meus contatos pessoais e de trabalho estão lá”, finalizou.

A Derf informou, na tarde desta quinta-feira (10), que a vítima precisa retornar à delegacia com a notya fiscal do aparelho para fazer a identificação e posteriormente a retirada. Afirmou ainda que entra sempre em contato com as vítimas, quando seus objetos são recuperados.

Apreensão

No dia do crime, os adolescentes abordaram uma mulher que chegava em casa e roubaram o seu veículo Volkswagem Gol. Logo após o roubo, a quadrilha fez um arrastão no Bairro Tiradentes, abordando um casal e levando os celulares e documentos das vítimas. Em seguida os assaltantes foram para o Bairro Coronel Antonino, onde roubaram quatro celulares.

A Polícia Militar foi acionada e uma viatura da Polícia de Trânsito começou a perseguição a quadrilha, na BR-163, saída para Cuiabá. A equipe do Batalhão de Choque também foi acionada. Durante a perseguição foram disparados tiros contra as viaturas.

A polícia conseguiu abordar os adolescentes e o jovem e com eles foram encontrados os celulares roubados e os documentos das vítimas. Os adolescentes foram encaminhados para a Unei (Unidade de Internação Educação)  e o jovem, de 18 anos, está preso no presídio masculino.

Jornal Midiamax