Polícia

Depois de carreta tombar com veneno na BR-267, empresa é multa em R$ 30 mil

Foram autuados por contaminação do solo

Midiamax Publicado em 19/12/2016, às 16h30

None
unnamed.jpg

Foram autuados por contaminação do solo

Depois do acidente que resultou no derramamento de vários galões de veneno na margem da BR-267, no perímetro urbano de Bataguassu, a 335 quilômetros de Campo Grande, a empresa que realizava o transporte do agrotóxico foi multa em R$ 30 mil pela PMA (Polícia Militar Ambiental).

O agrotóxico era transportado em uma carreta Volvo FH12, com placa de Ourinhos (SP), e seguia em sentido a Bataguassu, quando o condutor perdeu o controle da direção em uma curva e tombou o veículo.

Com isso, os galões de veneno se espalharam pela margem da rodovia, causando, segundo a PMA, a poluição do solo, da vegetação e possivelmente de um córrego que fica na região. A empresa responsável pelo transporte, que tem sede em Ibiporã (PR), foi autuada administrativamente e multada em R$ 30 mil.

Os responsáveis poderão responder por crime culposo de poluição, que tem como pena de seis meses a um ano de detenção.

Ainda conforme nota, a empresa paranaense foi notificada a realizar a remoção do material e também a recuperação da área degradada em três dias. Depois do prazo, o resultado deve ser apresentado a PMA, que enviará os documentos ao Ministério Publico, depois de vistoria, para constatação da recuperação.

Jornal Midiamax