Polícia

Criança de 2 anos é levada para UPA com suspeita de espancamento

Pais seriam os agressores

Thatiana Melo Publicado em 20/11/2016, às 18h45

None
caarapo_0.jpg

Pais seriam os agressores

Uma criança, de 2 anos, foi levada para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento), na cidade de Dourados distante 225 quilômetros de Campo Grande, no sábado (19), com suspeita de espancamento. Os pais adotivos seriam os suspeitos.

A criança estava com lesões na cabeça, costas e pernas. Ela foi levada para a unidade de saúde pelos pais, de 39 e 40 anos. Mas, por causa dos ferimentos foi transferida para o hospital da cidade.     No hospital, os funcionários desconfiaram das lesões da criança e acionaram o Conselho Tutelar, segundo o site Dourados News.

Ainda de acordo com informações, os pais foram levados para a delegacia de polícia para prestar esclarecimentos. Na delegacia, eles explicaram que na quinta-feira (17) teriam ouvido um barulho no quarto e ao irem ao cômodo encontraram a filha caída no chão. A menina teria caído do berço, segundo os pais, que não levaram a filha ao médico já que acharam que não tinha necessidade.

No sábado (19) depois de ouvirem gritos encontraram a criança se debatendo no chão da sala da residência, como se fosse uma convulsão. A criança foi levada para a unidade de saúde. Os pais foram ouvidos e liberados, já que não foi comprovado o espancamento.

Jornal Midiamax