Polícia

Campo-grandense ameaça equipe e dono de sushi de morte por comer pouco

Cliente voltou ao restaurante para fazer novas ameaças

Thatiana Melo Publicado em 10/03/2016, às 10h25

None
sushi.jpg

Cliente voltou ao restaurante para fazer novas ameaças

Na noite desta quarta-feira (9), um cliente, de 44 anos, ameaçou de morte o dono e o atendente de um restaurante, na Avenida Bom Pastor, depois de discutir com o atendente por causa da quantidade de sushi que estava sendo servida para ele.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Piratininga, por volta das 21 horas o autor reclamou com um atendente sobre o sushi servido afirmando que não iria pagar, “Não vou pagar esta porcaria, avise seus patrões de merda que não vou pagar”.

Não satisfeito, o homem foi até o sushiman e o indagou por que a quantidade de sushi estava menor, quando foi avisado que a quantidade era a mesma servida no restaurante. Com raiva o cliente ofendeu o funcionário do restaurante, “Vai tomar no c*” em seguida o autor afirmou que o atendente seria morto.

Depois de duas horas, o homem voltou ao restaurante e ameaçou os proprietários e os atendentes do lugar afirmando que tinha marcado o rosto e o carro de todos e que iria atrás de todos. O proprietário manifestou o desejo de representar contra o autor.

Já de acordo com o cliente, ao reclamar da quantidade de sushi servida o sushiman disse ao cliente, “Então você vai comer em outro lugar”, momento em que o homem disse, “Vai tomar no c*”. de acordo com o cliente, em seguida o sushiman veio em direção a sua mesa com uma faca grande, quando o cliente gritou e outros funcionários seguraram o sushiman para que não agredisse o cliente.

Jornal Midiamax