Polícia

Assassino de ‘Chapolin’ é preso 13 dias depois de crime

Outros dois homens são suspeitos de participar do crime

Midiamax Publicado em 11/08/2016, às 17h41

None
_mg_7088.jpg

Outros dois homens são suspeitos de participar do crime

A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (10) um dos envolvidos na morte de Aparecido Julian Ramos, o ‘Chapolin’. O rapaz de 28 anos foi esfaqueado em Glória de Dourados, a 281 quilômetros de Campo Grande, no dia 28 de julho, chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital.

A prisão foi feita por policiais da Defron (Delegacia Especializada a Repressão aos Crimes de Fronteira) e da Daij (Delegacia de Atendimento à Infância e Juventude) de Dourados, depois que investigadores da Polícia Civil da cidade onde o crime aconteceu, conseguiram identificar Rodrigo César Ferreira da Silva, de 19 anos, como um dos envolvidos no homicídio.

Com o pedido de prisão decretado, os policiais de Glória de Dourados chegaram ao endereço em que Rodrigo estava escondido no município vizinho e solicitaram o apoio da Defron. Nesta quarta-feira (10) o suspeito foi preso. Além de Silva, outros dois homens são suspeitos de participar do crime.

Em um ano, Rodrigo esteve se envolveu em 13 ocorrências policiais por diversos crimes, dentre eles receptação, porte de arma, dano, ameaça, vias de fato e violência doméstica. Além disso, foi vítima de duas tentativas de homicídio.

O caso

Na data, policiais militares receberam informação anônima de que um rapaz estaria caído na Rua Melvin Jones, com sangramento e ferimentos a faca.

Os policiais foram ao local e acionaram a ambulância, que socorreu 'Chapolin'. O rapaz foi levado ao hospital, mas não resistiu após ter hemorragia interna e perfuração pulmonar. Populares avisaram os policiais que viram três pessoas saírem correndo do local do crime e os militares fizeram buscas. O trio foi avistado, mas conseguiu fugir pulando muros de residências.

Jornal Midiamax