Polícia

Após 8 anos, homem é condenado por matar colega durante futebol

Crime aconteceu na Vila Nhanhá

Evelin Cáceres Publicado em 11/03/2016, às 18h49

None
midiamax.jpg

Crime aconteceu na Vila Nhanhá

A.F.L.S. foi condenado a 12 anos de prisão em regime fechado nesta sexta-feira (11), oito anos após matar seu colega apenas por discordar do seu modo de agir. O julgamento foi realizado na 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande.

Segundo o site do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) no dia 10 de agosto de 2008, por volta das 16h30, na rua Floriano Paula Corrêa, em frente ao campo de futebol, no Jardim Nhanhá, usando um revólver, A.F.L.S.  efetuou um disparo contra Valdemilson da Silva Rocha, causando-lhe a morte.

Narra a denúncia que o crime foi cometido por motivo fútil, pois o réu discordou do modo de agir da vítima e iniciou uma discussão com Valdemilson e seus amigos.

Por fim, o Ministério Público relatou que o acusado usou de recurso que dificultou a defesa da vítima, porque se aproximou de Valdemilson pela lateral e rapidamente efetuou o disparo, caracterizando surpresa.

Por maioria dos votos declarados, os jurados acolheram as teses da defesa e da acusação afastando a qualificadora por motivo fútil e condenaram o réu A.F.L.S. por homicídio qualificado, com recurso que dificultou a defesa da vítima. O juiz titular da Vara, Aluízio Pereira dos Santos, sentenciou o réu.

Jornal Midiamax