Polícia

Agentes encontram poções de maconha escondidas nas paredes de presídio

Três suspeitos foram identificados 

Midiamax Publicado em 17/11/2016, às 19h45

None
_mg_0094.jpg

Três suspeitos foram identificados 

Agentes penitenciários encontraram na manhã desta quinta-feira (17) porções de maconha escondidas em buracos nas paredes do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima. A droga estava em três celas diferentes, junto com balanças de precisão. Três internos assumiram a propriedade do entorpecente.

O flagrante, segundo o boletim de ocorrência, aconteceu durante uma fiscalização de rotina no presídio. A primeira apreensão ocorreu no pavilhão 2, dentro da cela 113. Em um buraco na parede, dentro de um cano no canto da cela, foram encontrados 75 papelotes de maconha e uma balança de precisão, usada para pesar e separar os entorpecentes.

Dentro da cela 23 no pavilhão 1, em um novo buraco, desta vez na parede próxima ao ralo do banheiro, foi encontrada outra balança de precisão e 152 papelotes e seis porções de maconha. Logo depois, em vistoria a cela 37 do mesmo pavilhão, um buraco na cama de concreto também era usado para esconder drogas.

Lá foram localizados 20 papelotes e duas porções da droga. Três detentos se identificaram como proprietários da droga e levados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

André Romeiro de Queiroz, de 32 anos, Luciano Perez dos Santos, de 31 anos e Flávio Sergio Lelis Cardoso, de 47 anos, foram autuados por tráfico de drogas, qualificado se a infração tiver sido cometida nas dependências ou imediações de estabelecimentos prisionais, de ensino ou hospitalares, de sedes de entidades estudantis, sociais, culturais, recreativa. 

Jornal Midiamax