Polícia

Tentativa de sequestro de bebê é “caso muito suspeito”, diz polícia

A família ainda não compareceu à delegacia para prestar esclarecimentos

Midiamax Publicado em 30/06/2015, às 15h12

None
depca-mj_3.jpg

A família ainda não compareceu à delegacia para prestar esclarecimentos

A delegada adjunta da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), Daniela Kades disse que o caso do bebê de 10 meses que sofreu tentativa de sequestro nesta segunda-feira (29), no Bairro São Jorge da Lagoa, região sudoeste de Campo Grande, está muito suspeito.

Ainda de acordo com a delegada, os levantamentos sobre o caso estão sendo feitos e a família está sendo aguardada para prestar esclarecimentos. A delegada disse que era para os familiares terem comparecido na delegacia nesta manhã, mas até o momento nenhum deles compareceu.

Segundo a delegada, toda a família tem passagens pela polícia, inclusive uma por homicídio. Daniele Kades disse que a polícia trabalha com a hipótese de envolvimento da família em algum crime.

Agora a polícia trabalha para identificar o suposto sequestrador e localizá-lo para dar mais detalhes sobre o caso.

O caso

Dupla tentou sequestrar um bebê de 10 meses na tarde desta segunda-feira (29) na Vila São Jorge da Lagoa, região sudoeste de Campo Grande. Segundo o relato da mãe de 21 anos, ela teria saído da igreja e seguia para casa com a sogra. As duas foram abordadas por uma dupla que estava em uma moto Honda Today vermelha.

O homem que estava na garupa desceu e foi em direção ao carrinho onde o bebê estava. Ele pegou a criança no colo e teria dito “perdeu, perdeu” para a mãe, que começou a gritar e tomou a filha dele. A sogra ainda tentou ajudar, mas foi dominada.

Com a gritaria, um motociclista e populares se aproximaram, quando o homem pegou a bolsa de uma das mulheres e fugiu. Uma das testemunhas disse que seguiu os motociclistas até um bar no Jardim Centenário.

Jornal Midiamax