Polícia

Suspeito compra motocicleta roubada por R$ 1 mil e é preso com o vendedor

Os dois foram detidos em flagrante

Renata Portela Publicado em 27/10/2015, às 10h44

None
moto.jpg

Os dois foram detidos em flagrante

Na madrugada desta terça-feira (27), por volta da meia-noite, Roberto Carlos Ferreira Martins, de 25 anos, e Miguel Sanchez Brites, de 18 anos, foram presos em flagrante por receptação. Segundo a polícia, Roberto vendeu para Miguel uma motocicleta roubada, por R$ 1 mil.

Segundo informações da Polícia Civil, a equipe do 1º Pelotão Gecam (Grupo Especializado de Apoio com Motocicletas) fazia rondas pela região do Parque do Lageado, quando avistou dois rapazes em atitude suspeita na motocicleta Honda CB 300, preta, placa HTH-7658 de Campo Grande (MS). Segundo os policiais, o motociclista, Miguel, fazia movimentos bruscos e tentava se desviar dos policiais.

Os militares fizeram abordagem e, em verificação, foi constatado que a motocicleta era roubada. O veículo foi roubado no dia 23 de outubro, mas Miguel afirmou que não sabia da procedência ilícita da moto. Ainda de acordo com o registro policial, ele contou que havia comprado a motocicleta por R$ 1 mil, de Roberto. O passageiro da motocicleta foi tratado apenas como testemunha, pois nada ilícito foi encontrado com ele.

Ainda com Miguel foram encontrados R$ 1,9 mil, que ele não soube dizer a procedência. Ele revelou aos policiais quem seria o vendedor da moto e a equipe foi até a casa de Roberto, que ainda tentou fugir ao ver a equipe, mas foi detido. O rapaz não explicou como conseguiu a motocicleta roubada e, em vistorias na casa dele, os policiais localizaram grande quantidade de drogas.

O entorpecente estava preparado para venda e, questionado, Roberto afirmou aos policiais que havia comprado a droga com o dinheiro da motocicleta que vendeu para Miguel. Com ele ainda foram apreendidos R$ 295 em notas. A droga, 6,845 quilos de maconha e 752 gramas de cocaína, foi apreendida e encaminhada para a Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico).

Os suspeitos foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga. Miguel responderá pelo crime de receptação e Roberto por receptação e tráfico de drogas. 

Jornal Midiamax