Polícia

Rapaz que matou namorado estrangulado será julgado novamente

Christian teria cometido o crime por motivo  torpe

Diego Alves Publicado em 10/06/2015, às 02h17

None
62331_0.jpg

Christian teria cometido o crime por motivo  torpe

Christian Rodrigues Simplício de 22 anos, que matou o namorado, Onivaldo Rocha Mengual,  47, estrangulado no dia 29 de novembro de 2011, no condomínio Trípoli, na Rua Treze de Maio em Campo Grande, será julgado pela segunda vez.

O primeiro julgamento aconteceu em 9 de outubro de 2013, e o réu foi condenado à pena de 15 anos de reclusão em regime fechado. A defesa recorreu e o TJ-MS anulou o julgamento, em razão de a decisão dos jurados ter sido contrária às provas dos autos.

Crime – Onivaldo foi encontrado estrangulado com varal, e amarrado com um fio de ventilador. Ele foi achado pela polícia embaixo da própria cama e enrolado em um lençol.

Christian teria cometido o crime por motivo  torpe, em razão de não concordar com as brigas por ciúme em seu relacionamento com Mengual. Christian chegou a dizer que era garoto de programa, porém Onivaldo não estava deixando Christian fazer os programas.

O juiz titular da vara, Aluízio Pereira dos Santos, manteve as qualificadores de motivo torpe e meio cruel, pois o acusado estrangulou a vítima com um fio elétrico.

Jornal Midiamax