Polícia

Quadrilha é presa ao manter idoso em cativeiro após golpe do ‘falso frete’

Veículo ainda não foi localizado

Midiamax Publicado em 11/08/2015, às 19h03

None
img-20150811-wa0103.jpg

Veículo ainda não foi localizado

Uma quadrilha foi presa após realizar o golpe do ‘falso frete’ em Dourados, a 225 quilômetros ao sul de Campo Grande, na manhã desta segunda-feira (10). A vítima que tem 65 anos foi encontrada em uma casa abandonada. Ela estava amarrada e amordaçada.

Os suspeitos foram identificados como Sebastião Pereira dos Santos, de 48 anos, Ana Paula dos Santos Guedes, de 33 anos, Anderson dos Santos Guedes, de 27 anos, e Alex Costa da Silva, de 28 anos. O caso foi registrado como roubo majorado pelo emprego de arma, associação criminosa e posse irregular de arma de fogo pelo uso permitido.

Crime

A vítima que comprou o Ford F-4000, vermelha, placas BML-4791, de Bela Vista (MS), para fazer frete e completar a renda familiar acabou caindo em um golpe após ser procurado por uma mulher. Ela teria ido até o ponto onde a vítima oferece os serviços, um dia antes do crime, e pedido para que o idoso carregasse a mudança dela do Distrito de Indápolis até Fátima do Sul.

O combinado seria o valor de R$ 150. Logo pela manhã, o fretista foi ao encontro da mulher em uma casa afasta. Por lá, havia dois homens, que estava armados com pistolas e escopetas e renderam a vítima.

Ao entrar no imóvel, o idoso percebeu que a casa era abandonada. Eles mandaram que o fretista ficasse deitado no chão de barriga para baixo. Com isso, amarram as pernas, mãos e o amordaçaram.

O idoso ficou por horas por lá, sendo vigiado por um casal, enquanto outros dois saíram com o caminhão para fazer a negociação. Após ser mantido no local por umas cinco horas, a vítima conseguiu se desamarrar e pedir por socorro.

Equipes do Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e da Polícia Civil de Dourados iniciaram as buscas pelos criminosos. O bando foi detido, mas o veículo da vítima até o momento não foi localizado.

Jornal Midiamax