Quadrilha do PCC especializada em roubo de caminhões de frete é presa

Ação foi realizada pela Defron
| 29/05/2015
- 20:59
Quadrilha do PCC especializada em roubo de caminhões de frete é presa

Ação foi realizada pela Defron

Policiais da Defron (Delegacia Especializada de Repreensão aos Crimes de Fronteira) detiveram uma quadrilha do PCC (Primeiro Comando da Capital) – organização criminosa que age dentro e fora dos presídios do País, especializada em roubos de caminhões de frete, na cidade de Dourados, a 225 quilômetros ao sul de Campo Grande.

A ação começou com as prisões de Alexsandro da Silva, o “Pepe”, de 30 anos, no dia 30 de abril, e de Felipe Falcão Mendes, o “Macaco”, de 24 anos, e do interno da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) Dione Quirino de Souza, o “Dezoito”, de 25 anos, no dia 13 deste mês.

Com as prisões dos três, os policiais conseguiram identificar o envolvimento deles em dois roubos de caminhões de frete ocorrido naquela cidade. Eles se passavam por clientes, pedindo pelo serviço de frete, porém, a intenção era levar os veículos para o país vizinho, o Paraguai.

Um dos roubos ocorreu no dia 13 de setembro de 2013, quando a vitima, que é proprietária de baú Ford/F-4000, branco, placas BUD-1236, de Dourados (MS) foi contratada para fazer uma mudança em Montese, distrito de Itaporã. Ao se dirigir para o local combinado foi rendida por Sidiney Martins da Silva, o “Maninho”, e Anselmo Gonzales, o “Paraguaio”, sendo mantido em cárcere amarrado por quatro horas.

O crime foi planejado por Alexsandro, que era residia em Itaporã na época, o qual deu suporte e participou da venda do veículo no Paraguai. Após dois meses, Anselmo foi preso em flagrante pelo roubo e segue detido na PED.

Já Sidiney foi morto a tiros no dia 22 de julho de 2014 em uma conveniência na Rua Major Capilé, Jardim Caramuru, em Dourados. E o mandante atualmente aguarda julgamento dos crimes ocorridos naquela cidade e região, inclusive de latrocínio do casal de Maracaju ocorrido em dezembro de 2014, no município de Itaporã.

O outro roubo ocorreu no dia 1º de outubro de 2014, quando a vítima morava em Paranaíba e contratada para um frete de Dourados até o município de Aparecida do Taboado. Ao chegar em Dourados com o Volkswagen 8120, branco, placas KAN-2516, de Paranaíba (MS), o caminhoneiro foi rendida por Felipe e outras duas pessoas, onde foi mantido em cárcere amarrado por três horas.

O veiculo foi recuperado pela PM (Polícia Militar) de Ponta Porã quando estava prestes a atravessar a fronteira. O motorista fugiu ao abandonar o veículo, porém houve a confissão dos participantes no roubo. Na ocasião, o crime foi arquitetado pelos reeducandos da PED Paulo Alberto Marques, o “Paulinho D2”, e Dione.

A polícia acredita que os presos possam estar envolvidos em outros crimes, para isso, disponibiliza os números 0800-647-6300 e 67 3425-1086 para denúncias anônimas e informações sobre crimes.

Veja também

Últimas notícias