Polícia

Quadrilha detida após perseguição e tiroteio tem passagem por tráfico de drogas

Dentre os quatro, um é adolescente

Midiamax Publicado em 24/06/2015, às 22h36

None
site_mg_2423-interna.jpg

Dentre os quatro, um é adolescente

Uma quadrilha foi detida na tarde desta quarta-feira (24), por volta das 16h30, após um tiroteio. Eles foram flagrados no Bairro Rita Vieira, região leste de Campo Grande, e encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, área sul da Capital.

O grupo foi identificado como Leonardo Araújo da Silva, de 20 anos, Erick Rodrigues Alves, de 23 anos, e Vitor Hugo Fernandes, o “Batata”, de 19 anos, além do adolescente de 17 anos que teve o nome preservado por conta do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

Eles têm passagens pelos crimes de pichação, tráfico de drogas e chegou a exibir drogas pelas redes sociais, além de xingar a polícia. O grupo estava no Fiat Palio, cinza, placas HSX-5451, de Campo Grande (MS).

De acordo com informações apuradas pelo Jornal Midiamax, uma viatura da PM (Polícia Militar) do Pelotão Tiradentes estava fazendo rondas pela região quando viu o veículo. “O carro é todo lacrado e então pedimos para parar, porém o motorista não respeitou a ordem e então fizemos o acompanhamento tático. Ele também não respeitou diversas sinalizações de trânsito, inclusive passou em alta velocidade por uma praça que estava cheia de crianças e famílias”, revelou.

A abordagem aconteceu no Rita Vieira 1 e terminou no Rita Vieira 3 quando o veículo foi cercado por outras viaturas. Equipes da Polícia Civil também estiveram no local para dar respaldo.

O grupo detido contou para a equipe do Jornal Midiamax que “estavam di boa, fumando uma e dando um rolê”.

Erick estava dirigindo o carro e contou que saiu com Leonardo do Bairro Universitário, área sul, até o Bairro Tiradentes, região leste, onde compraram droga. “De lá, a gente pegou os outros dois na casa deles, pra fumar uma e curtir. A gente ia comprar mais lá no Itamaracá e resolvemos cortar pelo Rita Vieira, quando sujou”, fala se referindo a polícia que visualizou o carro e mandou que parassem.

Os policiais contaram que o veículo é tido como suspeito, pois ele aparece em diversas imagens de circuito de segurança em frente a imóveis de Campo Grande que foram furtados enquanto os proprietários trabalhavam.

Uma das vítimas chegou a reconhecer o carro e apresentou fotografias do circuito de segurança que flagrou o crime. Uma equipe da Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos) foi até a Depac, porem não foi informado como o caso será conduzido. A princípio, o fato será registrado como resistência dos passageiros e o motorista vai responder por diversos crimes de trânsito.

Jornal Midiamax