Polícia

Puccinelli descarta candidatura e presidência do partido “agora e depois”, afirma senadora

O partido continuará nas mãos do deputado estadual e presidente da Assembleia, Junio Mochi

Midiamax Publicado em 12/02/2015, às 11h45

None
andre_puccinelli-gerson_walber1.jpg

O partido continuará nas mãos do deputado estadual e presidente da Assembleia, Junio Mochi

Se depender da vontade de André Puccinelli (PMDB), o partido não contará com o ex-governador como candidato nas eleições de 2016, assim como a presidência do PMDB não é cogitada “nem agora, nem depois”, segundo a senadora Simone Tebet (PMDB).  

Puccinelli participa de agenda em Brasília, desde quarta-feira (11), onde se reuniu com a bancada e lideranças do partido, como Renan Calheiros e Michel Temer, para agradecer o apoio recebido enquanto governador.

Segundo a senadora, as duas opções – candidatura e presidência do partido – não está em pauta do ex-governador. Ainda de acordo com Simone, Puccinelli se comprometeu a ajudar com coordenador na próxima eleição e rejeitou as duas possibilidades. “Ele não demonstra nenhum interesse em assumir o partido”, frisou.

Quanto à presidência do partido, o deputado estadual Junior Mochi (PMDB) continuará no comando– o parlamentar é também presidente da Assembleia Legislativa. Segundo o deputado Carlos Marun (PMDB), a permanência de Mochi foi confirmada em reunião com a bancada, na qual discutiram sobre o processo eleitoral de 2016.

Jornal Midiamax