Promotor aciona polícia contra ‘comentários’ em página do Facebook

Ele diz sofrer difamação por causa de evento de motos
| 07/07/2015
- 05:28
Promotor aciona polícia contra ‘comentários’ em página do Facebook

Ele diz sofrer difamação por causa de evento de motos

O promotor público de Três Lagoas, 338 quilômetros de Campo Grande, Antônio Carlos Garcia de Oliveira, pediu abertura de um inquérito policial para apurar e punir o responsável por uma página no Facebook.

O promotor diz que a página vem publicando difamações e calúnias contra ele, por causa do Motoshow, evento anual que ocorre em Três Lagoas, em parceria com Rotary Clube, prefeitura e outras entidades.

Desde 2014, a página estaria postando matérias e comentários por conta de situações que aconteceram no evento. Além de difamações e supostas opiniões negativas, as postagens estariam associando negativamente o nome do promotor, como se fosse ele o responsável pelos fatos ocorridos em eventos anteriores.

“As ocorrências registradas em local externo do recinto do Arena Mix, onde acontece o evento não é de responsabilidade da organização, e dessa forma as postagens no Facebook vem associando os acontecimentos à minha pessoa”, disse Antônio Carlos.

De acordo com o site Perfil News, diante da situação, o representante do Ministério Público pediu a abertura de inquérito ao delegado Regional de Três Lagoas. Depois de localizada a figura jurídica do responsável pela página será movido um processo por danos morais.

Veja também

Plano de resgate do líder do PCC acabou frustrado pela deflagração da Operação Anjo da Guarda

Últimas notícias