Polícia

Policial aposentado se apresenta e diz que disparo que matou pedestre foi acidental

Jovem foi morto com tiro nas costas no bairro São Francisco

Midiamax Publicado em 31/10/2015, às 21h39

None
_mg_0891_interna.jpg

Jovem foi morto com tiro nas costas no bairro São Francisco

Marcelo Augusto Matsubara, de 24 anos, foi morto a tiro perto do meio-dia neste sábado (31) na Rua 13 de Junho, nas proximidades do cruzamento com a Rua Júlio Dittmar, Bairro São Francisco. Por volta das 16h, o policial civil aposentado Luiz Carlos Ortiz, de 58 anos, se apresentou com a arma do crime, uma pistola .40, e alegou que o disparo foi acidental.

De acordo com o boletim de ocorrência, Ortiz teria desconfiado de Marcelo e outra pessoa, que estavam conversando no local. Segundo ele, os dois estavam observando a residência de sua mãe, que mora na mesma rua.

Ele decidiu realizar a abordagem aos indivíduos e parou seu carro em frente aos dois. Ainda, conforme citado no boletim, um dos dois homens parados na rua intimidou o policial, que desceu do carro, quando, segundo ele, sacou a arma porque a dupla foi para cima dele.

O policial disse que um dos homens fugiu, enquanto o outro, Marcelo, teria partido para cima dele. Ortiz relatou que Marcelo tentou tirar a arma de sua mão, quando acidentalmente ocorreu o disparo, atingindo e levando a morte da vítima.

Ainda segundo o boletim, o policial disse que estava com sua filha no momento do fato. 

Ainda não informações do porque Ortiz se evadiu do local após o crime. A equipe de reportagem do Jornal Midiamax ligou para a Depac-Centro (Delegacia de Pronto Atendimento), no entanto, as ligações não foram atendidas. 

O caso é o 3° homicídio registrado apenas hoje em Mato Grosso do Sul. Hércules Antônio Martins Melo, de 21 anos, foi morto durante a madrugada no Jardim Colibri, em Campo Grande. Adriano da Silva, de 34 anos, foi morto no fim da manhã deste sábado (31), enquanto trabalhava em um canteiro de obras no Bairro Estrela Porã, em Dourados. 

Jornal Midiamax