Polícia

Polícia vai investigar vendedor que passava corante em pintinhos

Vendedor ofereceu os pintinhos a policial de folga

Midiamax Publicado em 16/04/2015, às 18h33

None
pintinho_com_corante.jpg

Vendedor ofereceu os pintinhos a policial de folga

A Polícia Civil de Três Lagoas, a 330 quilômetros da Capital, instaurou inquérito nesta quinta-feira (16) para penalizar vendedor que passava corantes em pintinhos. J.O.C., de 66 anos, e seus funcionários M.A. de 41 anos e E.S.P. de 30 anos, são acusados de maus -tratos a animais e de induzir o consumidor ao erro. As informações são do site local TL Notícias.

O flagrante

O vendedor foi descoberto após oferecer os pintinhos a policial de folga em sítio no distrito de Arapuá, a 45 quilômetros de Três Lagoas. O militar notou que os animais estavam tingidos com um pó vermelho. Ele indagou o vendedor, que disse passar o corante para deixar os animais mais apresentáveis durante a venda. O vendedor ainda disse fazer isso há anos.

O policial fingiu estar interessado e perguntou ao vendedor se tinha mais unidades. J.O.C. o levou até posto desativado onde diversos animais estavam armazenados em caixas.

Ao todo, mais de 1.400 espécies foram apreendidas juntamente com uma gaiola com outras 19 galinhas, três patos e um leitão. Durante averiguação, diversos pintinhos foram encontrados mortos.

Na ocasião, os envolvidos foram conduzidos para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Três Lagoas que repassou o ocorrido ao delegado da 2ª Delegacia de Polícia Civil, que instaurou o inquérito.

Jornal Midiamax