Polícia

Polícia estoura boca de fumo no Zé Pereira e fecha depósito de drogas

O responsável pelo local está foragido

Renata Portela Publicado em 14/10/2015, às 10h39

None
dinheiro.jpg

O responsável pelo local está foragido

Na noite de terça-feira (13), Guilherme Rodrigues dos Santos, de 21 anos e Vanessa Acosta Correa, de 23 anos, foram presos em flagrante no Jardim Zé Pereira, região noroeste da Capital. Também foram apreendidos dois adolescentes de 17 anos e outros dois jovens, de 15 e 17 anos e dois usuários de drogas foram encaminhados para a delegacia e liberados em seguida.

A equipe da Força Tática do 1º Batalhão de Polícia Militar foi até a casa, na Rua Edmundo de Almeida, após denúncias de que no local funcionava um ponto de venda de drogas. Na residência, os policiais encontraram e prenderam em flagrante Guilherme e Vanessa, e apreenderam os dois adolescentes de 17 anos. Foram apreendidos 26 papelotes de cocaína e R$ 560 em notas e os suspeitos ainda revelaram aos militares que em outra casa funcionava um depósito de drogas.

No depósito, foram encontradas 8 porções de cocaína, que estavam escondidas em um fogão velho, totalizando 200 gramas da droga. Segundo o delegado Messias Pires dos Santos Filho, plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, onde o caso foi registrado, a droga seria usada para carregar mais de 1 mil papelotes. Também foi apreendida uma balança de precisão.

No local, ainda foram encontrados dois adolescentes, de 15 e 17 anos, que teriam envolvimento na venda da droga, e dois usuários. Os quatro foram ouvidos na delegacia e os adolescentes foram entregues aos pais. Segundo a polícia, o responsável pela boca de fumo, Sebastião Aparecido de Oliveira, de 41 anos, fugiu antes da chegada dos militares.

Sebastião, vulgo “Careca”, já foi preso duas vezes pela Força Tática e agora está foragido. Já Guilherme e Vanessa foram indiciados por tráfico de drogas, tráfico qualificado se a prática envolver ou visar atingir criança ou adolescente e associação criminosa.

Jornal Midiamax