Polícia

PMA autua fazendeiro por crime de extração ilegal da madeira

Madeira era usada para construção de curral para gado

Midiamax Publicado em 16/02/2015, às 01h58

None

Madeira era usada para construção de curral para gado

Policiais Militares Ambientais de Rio Negro, que trabalham na operação carnaval, em fiscalização nas propriedades rurais do município de Corguinho autuaram ontem à tarde (14) um fazendeiro que explorava madeira ilegalmente.

 O crime ambiental foi verificado na propriedade rural do infrator, localizada à margem da rodovia MS 356, entre a região do Taboco e Cipolândia, a 140 km de Campo Grande. A madeira era explorada para a construção de um curral para o gado, sem autorização ambiental. Foram apreendidos 4 m³ de madeira em um total de 16 palanques e as atividades foram interditadas.

O proprietário rural, de 89 anos, residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.200,00. Ele também responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax