Polícia

PF prende argentino condenado pela morte de 39 pessoas no Brasil

Autoridades brasileiras e argentinas estão trabalhando no pedido de extradição do argentino ao Brasil

Wendy Tonhati Publicado em 15/05/2015, às 17h42

None
santa_catarina.jpg

Autoridades brasileiras e argentinas estão trabalhando no pedido de extradição do argentino ao Brasil

A Polícia Federal, por meio da Interpol, prendeu na quinta-feira (14), Victor Hugo Jaime, cidadão argentino condenado pela morte de 39 pessoas em um acidente de trânsito há 15 anos, na cidade de Pouso Redondo, em Santa Catarina.

A busca e prisão do argentino aconteceu na cidade de San Miguel de Tucumán, capital da província de Tucumán na Argentina. Ele estava foragido desde 2003 quando foi condenado a mais de sete anos de prisão por homicídio doloso.

As autoridades brasileiras e argentinas estão trabalhando no pedido formal de extradição do argentino ao Brasil.

Acidente

Jaime foi preso em flagrante quando ainda se recuperava no hospital. Tinha 26 anos. Um laudo da PRF (Polícia Rodoviária Federal ) apontou imperícia dele ao conduzir o ônibus da empresa Giménez Viajes com excesso de velocidade – o tacógrafo do veículo argentino marcava 82 km/h e no trecho a velocidade máxima permitida era de 40km/h.

Ele ficou preso preventivamente no Presídio Regional de Rio do Sul, mas um mês depois foi solto para responder o processo em liberdade.

Mudou-se para Balneário Camboriú e foi condenado em 2003 a sete anos, 10 meses e 15 dias de prisão em regime semiaberto, mas nunca cumpriu a pena.

Desde então, a Justiça de Trombudo Central pediu diversas vezes às polícias Civil e Militar da cidade do litoral e aos representantes da Interpol em Santa Catarina que o acusado fosse procurado, mas ele nunca mais foi encontrado.

Ele teria morado um tempo em Balneário Camboriú e trabalhado como guia turístico e mecânico de ônibus, mas teria voltado à Argentina, segundo Valério Sens, um de seus advogados na época.

Com informações do Jornal de Santa Catarina

Jornal Midiamax