Polícia

Pescador profissional é autuado em R$ 2,3 mil por pesca predatória no Rio Aquidauana

O caso foi encaminhado para a delegacia da região

Midiamax Publicado em 13/04/2015, às 16h25

None
pma.jpg

O caso foi encaminhado para a delegacia da região

Equipes da PMA (Polícia Militar Ambiental) autuaram na tarde de domingo (12) um pescador profissional, que não teve o nome divulgado. O fato ocorreu no rio Aquidauana, a 30 quilômetros da cidade que tem o mesmo nome, e é localizada a 143 quilômetros a oeste de Campo Grande.

Os militares informaram que abordaram o homem e encontrou com ele um pescado da espécie pacu, abaixo da medida permitida para a captura por lei. O infrator, que residente em Anastácio, havia capturado outros sete exemplares de peixes e todos estavam fora da medida permitida.

Além disso, havia um exemplar com 38 centímetros, quando a medida permitida de captura para a espécie é de 45 centímetros. Com isso, o pescador admitiu conhecer a legislação que estava infringindo.

Desta forma, foram apreendidos 15,4 quilos de pescado, o barco, o motor de popa, uma carretilha com vara e dois caniços com anzóis. Já o infrator recebeu voz de prisão e foi conduzido, juntamente com o material apreendido à delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, onde ele foi autuado em flagrante delito por crime ambiental de pesca predatória e saiu depois de pagar fiança. A penalidade é de um a três anos de detenção.

Além disso, ele foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.308,00. O pescado será doado a instituições filantrópicas. Além disso, durante a fiscalização, a PMA ainda apreendeu três tarrafas abandonadas por homens que fugiram ao verem os policiais e retiraram do rio 87 anzóis de galho e quatro espinheis com 20 anzóis cada um.

Jornal Midiamax