Polícia

Onça-parda em extinção é abatida em MS e caçador é preso

O corpo do animal virá à Capital para ser taxidermizado 

Diego Alves Publicado em 20/05/2015, às 22h38

None
onca.png

O corpo do animal virá à Capital para ser taxidermizado 

Um caçador que não teve o nome divulgado foi preso por matar uma onça-parda, espécie que está em extinção. O caso aconteceu em uma fazenda localizada às margens da rodovia MS 178 entre Bonito e Bodoquena na manhã desta quarta-feira (20).

De acordo com a polícia, era feita fiscalização na região, no momento em que ouviram disparos de arma de fogo, nas matas de uma fazenda. A PMA então entrou na vegetação prenderam o caçador que havia acabado de abater o animal adulto da espécie onça-parda. O autor disse que a arma utilizada na caçada estava na sede da fazenda.

Os policiais foram à sede, onde o caçador trabalha e apreendeu uma espingarda calibre 22, um revólver calibre 38, além de munições, tudo sem documentação.

O infrator, que mora na propriedade foi preso e levado junto com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Bonito, onde foi autuado em flagrante por crime ambiental de caça ilegal e por posse ilegal de arma.

A pena para a caça do animal é de seis meses a um ano e meio de detenção, tendo em vista que o animal abatido está na lista de espécies em extinção. Pela posse de arma, poderá pegar pena de um a três anos de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 5 mil pelo abate do animal.

O corpo do animal virá para a Campo Grande para ser taxidermizado (empalhado), para ser utilizado em trabalhos de Educação Ambiental pela PMA, no sentido de sensibilizar estudantes e a população em geral, sobre a importância da fauna e os desequilíbrios que este tipo de atitude pode causar. Já no sábado próximo (23) a onça será taxidermizada em um curso que a PMA ministra na Unigran Capital.

Jornal Midiamax