Polícia

Morto a tiros no Guanandi havia sido preso pelo menos 3 vezes

Ele tinha envolvimento com tráfico de drogas

Renata Portela Publicado em 28/10/2015, às 14h53

None
img-20151026-wa0091_interna.jpg

Ele tinha envolvimento com tráfico de drogas

A Polícia Civil identificou como Bruno Santana dos Santos, 'Bruninho', de 23 anos, o jovem morto a tiros na Rua Graúna, quase esquina com a Rua Barra Mansa, no Guanandi. O rapaz foi ferido a tiros por volta das 16 horas de segunda-feira (26) e morreu no CRS (Centro Regional de Saúde) do bairro, sem identificação.

O delegado Tiago Macedo, da 5ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande, investiga o caso. De acordo com ele, Bruno Santana tinha envolvimento com tráfico de drogas e já tinha passagens por furto. Ainda segundo o delegado, o rapaz já havia sido preso pelo menos três vezes.

O crime foi registrado como homicídio simples e a polícia agora tenta chegar ao autor dos disparos. No dia do homicídio, testemunhas chegaram a dizer que Bruno estava sentado embaixo de uma árvore, quando um motociclista passou pelo local e efetuou três disparos, atingindo o rapaz no peito.

Moradores do bairro ainda afirmaram que ele era morador de rua. Bruno foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado ao CRS Guanandi, mas não resistiu.

No dia seguinte, uma funcionária da funerária Nipo Brasileira procurou a polícia para relatar que o jovem havia morrido no posto de saúde sem ser identificado. O caso segue em investigação e a polícia aguarda o laudo do Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal).

Jornal Midiamax