Polícia

Morre a caminho de Campo Grande policial ferido por preso em delegacia

É o segundo caso de agressão por detentos em poucos dias

Midiamax Publicado em 25/11/2015, às 19h44

None
indice.jpeg

É o segundo caso de agressão por detentos em poucos dias

O investigador Anderson Garcia da Costa, 37 anos, gravemente ferido por um preso da Delegacia de Polícia Civil de Pedro Gomes, morreu enquanto era transferido para atendimento médico em Campo Grande. A vítima foi agredida na manhã desta quarta-feira (25), no momento em que foi até uma cela atender o interno.

O policial teve ferimentos na cabeça e no abdômen, foi atendido no hospital de Coxim, mas em virtude a gravidade do caso, estava sendo transferido para a Santa Casa de Campo Grande.

A ambulância que transportava Anderson era escoltada por equipes do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) ainda assim, ele não resistiu aos ferimentos e morreu antes de chegar a Capital.

Segundo informações do Sinpol-MS (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul), nesta manhã Anderson foi até um das celas para atender um interno que aparentemente sofre de distúrbios psicológicos e neste momento foi agredido. Para cessar as agressões, Anderson precisou efetuar um disparo, atingindo a perna do suspeito.

Para a equipe do Jornal Midiamax, a assessoria de comunicação do Sinpol informou que todos estão consternados com situação. “O sindicado alertou toda a sociedade, alertou as autoridades sobre a situação de presos nas delegacias, mas precisou acontecer a agressão de sábado e essa, que cominou na morte do policial”. O sindicado alegou ainda que irá se reunir com a categoria, ainda sem data marcada, para discutir a situação. 

Morre a caminho de Campo Grande policial ferido por preso em delegacia

Jornal Midiamax